Páginas

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Alta Tensão #15 COMPLETO



Programa de televisão produzido pela Primeira Igreja Batista de Curitiba.

Neste programa:

QPOD: Rodolfo Abrantes
Quem é Você?: Cabo S. Costa (BOPE - RJ)
Mensagem: Alexandre Amin - Cosmovisão e Perspectivas
Caia na Real: Confirmações de Deus

Não deixe de se inscrever em nosso canal para receber todas as semanas as atualizações de nossos vídeos, é só clicar no botão subscribe acima do vídeo.


Para ver os programas anteriores, acesse o link youtube.com/altatensaotv.

Também estamos no twitter: @altatensaotv.

Nos mande elogios, críticas e sugestões para altatensaotv@gmail.com

VAMOS OCUPAR NOSSA MENTE?: DEUS CUIDA DE MIM‏


Uma mensagem de Cleusa Klein para todos os membros de DEUS CUIDA DE MIM em Uniao de Blogueiros Evangelicos!

Graça e paz minha benção... 
Está tudo bem contigo? Depois de reler o Salmos 1 , eu fiquei a pensar... 

Salmos 1 
Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.
Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.
Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá.

 “Meditar na palavra de Deus dia e noite é a única forma do cristão perseverar no propósito de manter sua mente ocupada”. Ocupando sua mente com coisas que edificam, agregando valores espirituais, deixando o pessimismo de lado e não se apegando a valores terrenos. Colossenses 3. 2 nos diz: Pensai nas coisas que são do alto...” Dedicando nossa mente a Cristo esperar-se que nosso coração esteja sempre voltado para o bem. Se vivemos como cristão, pensamos como cristão e agimos como cristão, não iremos seguir o caminho do ímpio nem pensar como este.
O servo de Deus, evita o mal e medita na “Sua” palavra de dia e de noite. Fazendo assim, aprendemos a moldar nossos pensamentos e todo o nosso ser estará vivendo sobre as bênçãos do Altíssimo Deus. Desfrute bons momentos! Ore, cante e leia a Bíblia juntamente com bons livros. Afaste de seus lábios palavras fúteis que corrompem os bons costumes. Tenha conversas edificantes. Pare de pensar em desgraças e comece a idealizar seu futuro batalhando por seus sonhos. Começar a investir em bons momentos de lazer com a família e os amigos vai te trazer alegria e motivação diária. 
Quer ocupar sua mente e seu tempo? Invista nos seus dons e talentos deixando a preguiça de lado... Mandando embora a ociosidade. Querido amigo (a) e irmão (a) alimente sua mente com verdade, obedeça aos mandamentos do Senhor Deus, você terá incentivo e um coração limpo, que não dá brecha para que o diabo contamine sua mente e depois todo o seu corpo.
Meu desejo é que cada um de vocês possam desfrutar das bênçãos de Deus para sua vida. Durante essa nova semana procure mudar... Há sempre algo em e dentro de nós que precisa mudar... Fazendo isso, só temos a ganhar. 

No amor de Cristo
Missionária Cleusa Klein
VISITE O NOSSO BLOG DIARIO ABERTO
http://cleusaklein.blogspot.com/

terça-feira, 12 de julho de 2011

Batalha dos Sentimentos

Os que vivem na comunhão com Deus em meio aos homens, trazem sempre no seu corpo as marcas de Cristo. 
Gálatas 6. 17
Desde agora ninguém me inquiete; porque trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus.
Sofrer não é uma opção dos mártires, mas é um estado de vida humana após a queda. Ou seja, tanto ímpios, como cristãos padecem sofrimentos, a grande diferença entre eles está na razão subjetiva e objetiva ético-moral. Um sofre em conseqüência às suas injustiças o outro por amar a justiça. Um está na maldição, o outro enfrenta, um vive sofrendo o outro enfrenta os sofrimentos.
Antes da transformação em Cristo, a objetividade humana é guiada pela subjetividade estético-racional. Ou seja, o sofrimento é causado pelo desejo insaciável ao prazer físico, ao belo, ao aparente, ao perecível. Estes objetivos demonstram subjetividade desequilibradas, céticas, materialistas. Para estes estetas o prazer físico é o bem maior.
A regeneração em Jesus Cristo, no entanto, promove vida espiritual, fazendo da subjetividade humana a sede de um Reino de fé, sabedoria e moral. O físico ainda existe, e a estética também, mas a prioridade máxima é a ética, a moral. E isso porque é bem claro em toda a Bíblia, que a moral e o carácter são as vitais manifestações do Espírito Santo no crente.
A estética (prazer, beleza, o aparente), pode ser comparada ao cavalo, que deve ser controlada, guiada pelo cavaleiro, ética (moral, fé). A vida cristã nos permite cavalgar ( Ter prazer e beleza), mas com a condição de que as rédeas estejam sempre controladas pela ética.
O apóstolo Paulo nos mostra, que mesmo sendo a ética o cavaleiro e a estética o cavalo, este costuma Ter vontade própria, arrastando o cavaleiro para onde quer sem respeitar as rédeas (pecado).

Romanos 8. 5
Os que são segundo a carne, inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito, para as coisas do Espírito.

O que chamei acima de “vontade própria do cavalo”, é o que a Bíblia chama de “inclinação para a carne”, tendência, corruptibilidade

Romanos 8  5-13
Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito.
Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.
Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser.
Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.
Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.
E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça.
E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.
De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne.
Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.

Este é o sofrimento que temos enquanto nesta carne. Porquanto, habitados pelo Espírito Santo, temos acesso ao sangue remidor de Jesus que nos justifica perdoadoramente. Sofremos por habitar neste tabernáculo com tendências naturais, mas nos alegramos por Ter as rédeas nas mãos.

É por isso que o cristão jejua, vigília, consagra-se, santifica-se pelo Espírito Santo, para que o cavalo seja disciplinado e o cavaleiro fortificado. Do outro lado o ímpio fortifica o cavalo com orgias, ambição, vícios, alimentando os instintos egoístas do corpo desta morte.
Alargando este pensamento, podemos dizer que o sofrimento do ímpio nunca será estancado enquanto estiver priorizando o estético, pois o prazer e a beleza que eles tanto precisam não vêm do possuir pessoas, coisas ou fama. Ele sofre aqui, na existência física, como pobre ou rico, e sofrerá eternamente na segunda morte.

Mateus 25. 46
E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

Voltando ao raciocínio do capítulo passado referente a fé, o que faz o justo sofrer é o não-ter e o não–ser em plenitude. No entanto temos o consolo de estar buscando em primeiro em primeiro lugar o Reino de Deus, e assim nossas posses vão aumentando, e nosso ser se aproximando em santidade à perfeição da glória de Deus.

O apóstolo Paulo nos trás mais detalhes desta revelação:

“Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus meu Senhor: por amor do qual, perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo, e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede da lei (humana), senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé; para o conhecer e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus SOFRIMENTOS, conformando-me com ele na sua morte para de algum modo alcançar a ressurreição dentre os mortos.

Não que eu tenha já recebido, ou tenha já obtido a perfeição (ser pleno), mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”.  ( Fp. 3:8-12)

“Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser (plenitude).

Sabemos que, quando ele se manifestar seremos semelhantes a ele, porque havemos de vê-lo como ele é”. (I Jo 3:2)

Buscar em primeiro lugar o Reino de Deus, sempre será doloroso para a nossa humanidade, e isso porque fomos acostumados a este mundo físico, palpável, no qual as coisas perecíveis é que são prazerosas

“Enquanto a existência estética é existencialmente prazer, a existência ética é essencialmente luta e vitória, a existência religiosa (fé) e dor, e dor não como um momento de transição, mas como acompanhamento constante”. (Kierkengaard)

Estamos atravessando o imenso deserto de santificação, preparação, e o desejo de estar logo na terra prometida, nos ergue a fé fortalecendo a caminhada. Estamos peregrinando, andando em terras estranhas, e devemos estar preparados para o imprevisto, atalhar, dar a  volta, Ter sede e fome, Ter o maná e água fresca, enfrentar inimigos, manter o rumo.

“Porque para mim, tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não são para comparar com a glória por vir a ser revelada a nós”. (Rm. 8:18)

Pr. Josias Damas

JESUS NOS RESGATA


Eu um dia me vi dentro da casa de uma pessoa que não conhecia, no meio de um povo que também não conhecia.
Fui levada pela minha mãe e irmã naquela reunião de pessoas que cantavam e oravam e liam a bíblia.
Eles estavam fazendo uma campanha na casa daquela pessoa, na qual tinha um problema sério, que não sei qual era, pois a minha alma estava egoísta neste tempo, eu só pensava em mim, na minha dor.
Comecei a gostar do pessoal, na qual fui parar na igreja deles.
Ali, aceitei a Jesus, me batizei,  e levei um caminho de 4 anos e meio em comunhão.
Meu marido não me seguia, is uma vez outra quando tinha festas.
Esta situação me incomodava tanto, e a falta de algo.... me levou a sair da igreja.
Eu falei: - vou para outra igreja !
Pois foi assim que não sei em que momento tudo começou a desabar, e eu não prestei atenção suficiente para ver que o inimigo estava dentro de minha casa e vida.
Tive que começar a trabalhar, e arranjei um serviço que eu viajava o Brasil todo.Ficando longe dos meus filhos, marido, casa e lógico dos irmãos da igreja e da igreja.
Foi assim que saí dos caminhos de Deus. Sem perceber, eu voltei tudo para trás.
E durante 3 longos anos eu fiquei longe da casa do Senhor.
Neste período, ninguém me visitou, ligou, ou qualquer sinal de fumaça.E pela minha família as pessoas ficaram sabendo que a Regina havia se desviado.
Ouvi, muitos falatório, tipo : - Essa não volta mais. - Ela não tem mais jeito. - Realmente ela não aceitou Jesus. - Etc negativamente.
Mas, a vontade de Deus não é a dos homens, e o meu Senhor foi me buscar, a ovelha perdida, e eu como filha pródiga voltei.
O Senhor falou para mim que todas as bênçãos que Ele tinha para mim ele me daria, e todos que disseram não vai conseguir veriam e se espantariam com o que ELE faria comigo.
Amados, desde que voltei, o Senhor me devolveu o carro que havia perdido, nossas dívidas estão sendo liquidadas, eu voltei a trabalhar na casa do Senhor e não para os homens, e o meu marido voltou a receber mais do que antes ele recebia.Meus filhos estão mais calmos, e felizes.
Tudo que ELE prometeu está se cumprindo em minha vida, e ontem  de manhã o Senhor me falou na palavra que iria unir eu com meu marido.
E a noite no culto, quem foi comigo?
Meu maridão.
Ele louvou ao Senhor, bateu palmas, orou, deu oferta, cumprimentou a todos, sorrindo.E no carro falou : - Nossa o culto foi muito bom, eu gostei da palavra.
DEUS É NA MINHA VIDA.
Amados a fé com que voltei, derruba montanhas.Hoje sou verdadeiramente uma nova criatura, desde o meu retorno.
Enquanto estava lá fora no frio, longe do calor do Senhor, vi muitos que se dizem evangélicos de várias denominações, fazerem e agirem de maneira repugnante para mim, imagino para Deus.
Creio que em tudo dai graças, e vi e aprendi que temos que nos cuidar para não cair, para sermos de atitudes que honrem o nosso Deus, para que sejamos diferenciados dos outros que não estão em Cristo ainda.
A ELE a honra a glória e o louvor.
É por isso que sempre falo...Obrigado Senhor, e eu te amo meu Pai.

Um Testemunho Para Todos de 
http://senhoromeuoleiro.blogspot.com

sábado, 9 de julho de 2011

Parabéns


Programa de televisão produzido pela Primeira Igreja Batista de Curitiba.

Neste bloco, o QPOD é sobre a banda Sanctus Real, e o quadro Caia na Real é sobre tragédias.

Nosso canal é youtube.com/altatensaotv.
Também estamos no twitter, @altatensaotv.
Nos mande elogios, críticas e sugestões para altatensaotv@gmail.com.

sábado, 18 de junho de 2011

João 3


ONU informa que mais de 110 blogueiros foram presos em 2010


Clike na imagem para ampliar



Tentativas de controlar a internet no mundo todo faz a ONU definir que o acesso é um direito universal — e que a rede deve ser protegida de interesses de governos e empresas.

Por Jamil Chade
Correspondente do ‘Estado’

GENEBRA – A internet é a nova fronteira na luta da ONU pela defesa da liberdade de expressão. O primeiro relatório sobre a relação entre governos e rede, publicado em maio, chega a uma conclusão alarmante: a internet está sob ataque de governos em quase todas as regiões do mundo e precisa ser protegida. A partir disso, a decisão foi declarar o acesso à internet um direito humano — como o direito à saúde, à educação e à moradia. Governos que desconectarem sua população estarão, assim, violando direitos básicos e a lei internacional.

Frank La Rue, autor do documento e relator especial da ONU para a liberdade de expressão, destaca o papel central da rede nas revoltas nos países árabes. “A onda de protestos mostrou a capacidade de mobilização que a internet pode ter no apelo à Justiça.” No Egito, a primeira sentença contra o ex-ditador Hosni Mubarak foi uma pena e uma multa milionária por desconectar o país.

Para a entidade, a rede é hoje um dos principais instrumentos de exercício do direito de expressão. “E não podemos achar que esse direito é menos importante. É ele que possibilita os direitos econômicos, sociais e culturais, entre eles os direitos civis”, diz o relator. “Por agir como catalisador dos direitos de liberdade de expressão, a internet é um facilitador de uma série de outros direitos humanos.”

Cartas. O relator iniciou em 2010 intensa campanha contra as crescentes restrições impostas por governos à internet. O Link obteve as cartas enviadas pela ONU a mais de 20 governos pelo mundo questionando as dificuldades impostas a usuários de internet em 2010 e 2011. Em todos os casos, um traço comum no comportamento dos governos: o medo de que informações circulando na rede ameaçassem sua permanência no poder.

Pela conta da entidade, só em 2010, mais de 110 blogueiros foram presos no mundo, 70% deles na China. Irã e Vietnã disputam o segundo lugar. “Não há dúvidas de que governos têm incrementado a restrição à tecnologia como forma de evitar que a oposição se reúna”, explica La Rue. “A principal preocupação é que expressões legítimas estão sendo criminalizadas, e isso é contrário às obrigações internacionais de governos em relação aos direitos humanos”, diz o relator.

No papel. Documento coloca o acesso à rede no mesmo nível dos direitos definidos na Declaração Universal. Foto:   reprodução.

No mundo todo. As preocupações da ONU não se limitam aos países considerados párias. Em seu relatório, La Rue deixa claro que governos como o da França, o do Reino Unido e o da Hungria também vêm aumentando o controle sobre a rede de forma preocupante. Na maioria dos casos registrados na Europa, a luta contra a pirataria e ataques digitais seriam os argumentos para justificar a desconexão de um indivíduo.

Outra preocupação é com a defesa que o presidente francês, Nicolas Sarkozy, vem fazendo daquilo que ele chama de “internet civilizada”. A ONU se preocupa com o que isso quer dizer.

Segundo La Rue, há dois tipos de estratégia hoje para censurar a internet. A primeira é o uso de leis criminais já existentes, aplicadas a blogueiros e outros ativistas digitais. A segunda: uma série de governos vem adotando novas leis, para endurecer penas contra usuários da internet — isso sem falar nas restrições que estão ocorrendo por parte de governos sem qualquer base legal.

Na maioria dos casos, governos justificam as novas leis sob a alegação de que precisam proteger a reputação de indivíduos, garantir a segurança nacional ou conter o terrorismo. Outro argumento é o do perigo de ataques digitais. “Há um abuso claro nos argumentos. Na prática, não passam de novas leis de censura diante do surgimento de um novo instrumento de comunicação”, afirma La Rue.

Uma dessas ações consideradas, a partir de agora, como violação dos direitos humanos é a de desconectar cidadãos tidos como ameaçadores ou que estejam pirateando, como acontece hoje na França. “Desconectar alguém da internet como punição é algo que deve acabar.”

Acordo. La Rue rejeita a tese de que a ONU esteja defendendo uma internet “sem controles nem regras”. As restrições aceitáveis seriam aquelas já previstas em declarações universais, como o combate à disseminação do ódio, racismo e crimes considerados como consensuais, como pornografia infantil.

O relator da ONU admite que o problema dos ataques digitais é real e reconhece a ameaça em relação aos dados pessoais que circulam na rede. Mas, para a ONU, regras nacionais isoladas não resolverão os problemas.

Na União Internacional de Telecomunicações (UIT), técnicos e políticos já falam da necessidade de um “acordo de paz” para a internet. “Todos sabemos que, se houver uma nova guerra mundial, ela ocorrerá a partir do espaço digital”, declarou Hamadoun Toure, secretário-geral da UIT. “Um acordo de paz será fundamental e terá de incluir governos, setor privado e sociedade.”

Fonte: Estadão - Link para todos e sem censura

sábado, 11 de junho de 2011

O poder da língua


Talvez você leitor já tenha sido alvo, do poder devastador que a língua pode tomar na vida de alguém, ou até mesmo sua língua foi instrumento de maldição na vida de outras pessoas, no livro de Tiago vemos uma grande verdade: 


Tiago 3:8. “Nenhum homem pode domar sua língua. É um mal que não se pode refrear, está cheia de peçonha mortal”

Essa verdade podemos comprovar diariamente seja na família, no trabalho, na escola e até mesmo dentro da igreja. Ninguém esta livre de receber uma palavra que pode ferir, magoar ou amaldiçoar. A língua intencionalmente ou não pode destruir ou matar.
Há uns anos atrás, um pastor disse algo interessante, quando falamos algo de alguém, é como se jogasse um saco de penas, do alto de um prédio e depois tentar recuperar uma a uma... ou seja impossível.
Por outro lado, no livro de provérbios, vemos que também existe uma outra verdade:

 Provérbios 12:18
“Há alguns que falam como espada penetrante. Mas a língua dos sábios traz saúde” .

No livro de Tiago ainda encontramos

 Tiago 3:9
“Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.” .

O capítulo 3 de Tiago, é todo dedicado ao mal uso da língua, seria muito bom, você poder ler todo este capítulo, mas continuando nosso tema. No livro de Tiago, podemos ver que a língua tem três aspectos interessantes: A primeira é que ela tem o poder de dirigir porque é comparada ao freio na boca de cavalos e ao leme do navio.


Tiago 3: 3 - 4
"Ora, nós pomos freio nas bocas dos cavalos, para que nos obedeçam; e conseguimos dirigir todo o seu corpo. Vede também as naus que, sendo tão grandes, e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme para onde quer a vontade daquele que as governa" .

Falando sobre leme e freio, Deus quer nos mostrar que as palavras sem direção podem levar à maldição, ao desastre; mas, se estiverem sendo bem guiadas, conduzem para bênçãos. Temos que vigiar a nossa língua e lembrar que, como diz Tiago, um pequeno leme conduz grandes navios

A segunda lição sobre o tema que ele aponta no livro de Tiago é de que a língua pode destruir, por ser veneno e fogo.


Tiago 3:5 - 8
"Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal".

Apenas uma fagulha pode incendiar toda uma floresta. Assim é com a língua. Apenas um comentário, por menor que seja, pode devastar uma vida, uma família, uma cidade. Da mesma forma o veneno, que apenas algumas gotas podem trazer morte

O terceiro ensinamento no livro de Tiago é a respeito do poder de deleitar, de dar prazer que a língua tem.


Tiago 3:12
"Meus irmãos, pode também a figueira produzir azeitonas, ou a videira figos? Assim tampouco pode uma fonte dar água salgada e doce?" .

Ela alimenta, ela sacia a sede, mas pode gerar frutos errados ou brotar água ruim para beber. As palavras devem ser usadas para bendizer o nome de Deus, para abençoar as pessoas, para proclamar. Um cristão tem que dar testemunho não apenas em seus atos, mas também em palavras.

Você crê que uma palavra pode levar à morte? Pode gerar um divórcio? Pode trazer maldição ao seu filho?
Quantos casamentos que foram destruídos, quantas calúnias mentiras e fofocas espalhadas em nossos tempos que deixaram pessoas magoadas, e destruíram por completo vidas. E quantas pessoas saíram decepcionadas e feridas de nossas igrejas, e hoje estão perdidas no mundo?
Mas hoje podemos aprender com o livro de Tiago, vamos domar nossa língua? Vamos usa-la para abençoar, para louvar a Deus e bendizer Seu santo nome, você vai ver que sua vida vai melhorar, a vida das pessoas a sua volta vai melhorar.
Faça essa oração hoje a Deus, peça a Ele sabedoria, discernimento para ser saber quando falar, como falar e se deve falar, que a graça e o amor de Deus possa invadir sua vida.

Fonte:http://marciosouza2011.blogspot.com

sexta-feira, 10 de junho de 2011

(João 14:6)

"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." 



http://f5yourmind.blogspot.com/

quinta-feira, 9 de junho de 2011

A Embalagem de Deus


Como o dia da formatura estava próximo, o jovem esperava sinais de que seu pai tivesse comprado o carro.
Finalmente, na manhã da formatura, o pai o chamou e disse quão orgulhoso se sentia por ter um filho tão bom e disse a ele o quanto o amava.
Então entregou ao filho uma caixa de presente, lindamente embalada.
Curioso e, de certa forma desapontado, o jovem abriu a caixa e encontrou uma Bíblia de capa de couro com o nome dele gravado em ouro.
Irado, ele levantou a sua voz para o pai e disse: "Com todo o dinheiro que você tem, você me dá uma Bíblia?" E violentamente saiu de casa.
Muitos anos se passaram, e o jovem tornou-se um homem de sucesso nos negócios.
Ele tinha uma linda casa e uma família bonita, mas certo dia percebeu que seu pai já estava idoso e resolveu visitá-lo.
Ele não via o pai desde o dia da formatura.
Antes de terminar os preparativos para a viagem, recebeu um telegrama informando que seu pai havia falecido e deixado todas as suas posses em testamento para o filho.
Ele precisava imediatamente ir à casa do pai e cuidar de tudo.
Quando lá chegou, sentiu um misto de tristeza e arrependimento preencher o seu coração.
Estava remexendo os documentos e papéis do pai quando viu a Bíblia, ainda nova, exatamente como ele havia deixado anos atrás.
Com lágrimas, ele abriu a Bíblia e começou a virar as páginas.
Seu pai havia sublinhado cuidadosamente o versículo de


Mateus 7.11: "Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhes pedirem?"

Enquanto lia, uma chave de carro caiu da Bíblia.
Ela tinha uma etiqueta com o nome da revendedora, a mesma que tinha o carro esporte que ele tanto desejava.
Na etiqueta constava ao data da formatura, e as palavras:

"Totalmente pago."

Quantas vezes nós perdemos as bênçãos de Deus porque elas não vêm "embaladas" como nós esperamos!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Vai dar tudo certo

Vocês já ouviram falar daquele ditado que diz 'a chuva cai sobre os bons e maus'? Algumas vezes, recebemos um chuvisco. Outras, sentimos como se vivêssemos nos tempos de Noé, com um dilúvio de problemas que é derramado sobre nossas vidas. Já parou pra pensar nos seguintes exemplos? O carro enguiça, você perde o emprego, se decepciona com o teu amigo mais próximo ou até mesmo recebe a notícia que você está com uma doença incurável.

Nenhuma pessoa no seu bom estado mental olharia para estas situações e diria que elas são boas - nem mesmo o nosso amado Deus. Só que o nosso Pai pode fazer coisas boas a partir delas. Ele nos promete pegar tudo que acontece nas nossas vidas (sejam elas boas ou ruins) e utilizar estas experiências para algo maravilhoso.




Sabemos quão fácil é louvar a Deus pelos dias maravilhosos que passamos, mas Ele também quer ter participação das nossas feridas mais profundas e nos nossos momentos mais terríveis. Sejamos honestos com o Pai. Deixe-o ciente de tudo: desde as menores decepções até as nossas maiores e mas desesperadoras lutas! Diga pra Deus o quanto está com raiva, independente com quem quer que seja. Eu mesmo passei por tantos momentos angustiantes que quando me posicionava para orar, eu não conseguia dizer uma palavra sequer, eu apenas chorava.


A palavra de Deus diz na carta do apóstolo Paulo aos Romanos, capítulo 8 e versículo 26 "Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis."


Para que venhamos experimenta o milagre de Deus para as nossas vidas, mantenha os teus olhos e teu coração abertos. Você poderá ter a oportunidade de testemunhar em primeira mão como Deus transforma a tragédia e o mal em algo maravilhosamente sublime, a exemplo de uma cura milagrosa. De qualquer forma, não espere pelo milagre para que apenas após isso você agradeça a Ele por tal bênção. Creia que, independente de qual seja a tua situação actual, Deus é capaz de transformar qualquer circunstância em algo digno de louvor.

"Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito."
Romanos 8:28



Fonte: http://thimarins.blogspot.com/

terça-feira, 7 de junho de 2011

Com muito louvor Cassiane

Deus não rejeita oração, oração é alimento
Nunca vi um justo sem resposta, ou ficar no sofrimento
Basta somente esperar o que Deus irá fazer
Quando Ele estende suas mãos é a hora de vencer
Então louve, simplesmente louve
Tá chorando louve, precisando louve
Tá sofrendo louve, não importa louve
Seu louvor invade o céu
Deus vai na frente abrindo caminho
Quebrando as correntes, tirando os espinhos
Ordena aos anjos pra contigo lutar
Ele abre as portas pra ninguém mais fechar
Ele trabalha pra o que nele confia
Caminha contigo de noite ou de dia
Erga suas mãos sua bênção chegou
Comece a cantar com muito louvor
Com muito louvor, com muito louvor
Com muito louvor
A gente precisa entender, o que Deus está falando
Quando Ele fica em silêncio, é porque está trabalhando
Basta somente esperar o que Deus irá fazer
Quando Ele estende suas mãos é a hora de vencer
Então louve, simplesmente louve
Tá chorando louve, precisando louve
Tá sofrendo louve, não importa louve
Seu louvor invade o céu
Deus vai na frente abrindo caminho
Quebrando as correntes, tirando os espinhos
Ordena aos anjos pra contigo lutar
Ele abre as portas pra ninguém mais fechar
Ele trabalha pra o que nele confia
Caminha contigo de noite ou de dia
Erga suas mãos sua bênção chegou
Comece a cantar com muito louvor
Com muito louvor, com muito louvor
Com muito louvor ...

domingo, 5 de junho de 2011

Cantinho da Meditação na Palavra de Deus

Graça e Paz Amados,

Hoje começaremos uma nova pagina com nossa querida Diaconisa Maria da Luz líder de Ensino e Missões na Igreja Batista Renovada da Vila C de Itaipu. Um cantinho de meditação na palavra de Deus diário para reflexão, que Deus a abençoe grandemente. Meditação de hoje:


Livro de Naum – Capítulos 1 -3
Versículo Chave   1.3 “...Ele é tardio em irar-se, mas grande em poder, e ao culpado não tem por inocente”...

 Tu és meu Amigo ou meu Inimigo?

Através da leitura do livro do profeta Naum, Deus mostra-nos o quanto Ele é zeloso e vingador. No versículo três do capítulo primeiro, que é o versículo chave desta meditação, nos diz que o Senhor é tardio em irar-se, mas ao culpado não tem por inocente, percebemos aqui que o Senhor nosso Deus, o nosso Pai, Ele nos dá muitas oportunidades para nos redimirmos, para pedirmos perdão dos nossos pecados e no arrependermos genuinamente, mas caso continuemos no erro e persistamos em não dar a devida atenção, a reverência à sua palavra, não andando nos seus caminhos, chegará o momento em que Ele se irará e então nos perguntará. “Tú és meu amigo  ou meu Inimigo?
            Aos inimigos Ele detrói, vemos no capítulo 3:12 “ Todas as tuas fortalezas serão como figueiras com figos temporões; se os sacodem, caem na boca do que os há de comer”.
            Então pensemos: Da mesma forma  que Deus é paciente, capítulo (1:3) "O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em poder, e ao culpado não tem por inocente; o SENHOR tem o seu caminho na tormenta e na tempestade, e as nuvens são o pó dos seus pés."
            Concedendo tempo aos seus adversários (pessoas que escolheram viver sem Deus e zombam de suas atitudes) para que se arrependam, essa mudança de atitude que faz com que o  inimigo se transforme em amigo, Ele não permanecerá para sempre esperando, pois o nosso Deus é justo e não permite impunidade, no entanto com seus amigos, Deus age com bondade, tornando-se, capítulo (1-7).“ um refúgio em tempos de angústia”
            Amados, creiamos que o nosso Deus está próximo de nós; creiamos que Ele pode mudar nossas vidas e nos dar proteção nas horas de perigo, é nosso amigo quando ninguém mais é.
              Aceitemos a amizade que Ele nos oferece e o seu refúgio seguro e abandonemos a amizade com o mundo, buscando nos relacionar verdadeiramente com o Pai, pondo em prática a sua Palavra.


Medite na Palavra de Deus, deixe Deus falar contigo, Ele quer se relacionar com você..
Diaconisa Maria da Luz Silva de Sousa
Líder de Ensino e Missões
IBR-VILA C

domingo, 29 de maio de 2011

Efésios 6:8


Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre.

Ezequiel 36:27

E porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Hoje | Rob Bell 017


Quanto tempo e energia gastamos desejando que as coisas eram como costumava ser? Muitas vezes pensamos sobre os tempos em nosso passado, quando as coisas eram diferentes e queremos para nossas vidas ser assim novamente. Alguns de nós têm mesmo vindo a acreditar que nossos melhores dias podem realmente estar atrás de nós. Mas, se estamos de alguma forma pendurado sobre o passado, o que isso significa para as nossas vidas agora? Como somos nós e aqueles que nos rodeiam afetada se não estamos totalmente presentes? Se é saudade de como as coisas costumavam ser, o que realmente diz sobre a nossa compreensão e apreciação da nossa vida hoje? Talvez precisemos aprender a abraçar o nosso passado para o que é, para viver a nossa vida ao máximo, aqui e agora.

Tópicos: Letting Go, Moving On, hoje o Passado, Worry

Hebreus 5


Hebreus 5. 11-14


Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir.
Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento.
Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.
Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

A Mansidão


Mateus 5:5
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; 
Quando confrontamos estas palavras de Jesus, à luz de toda a cultura de violência e de vencer a qualquer custo, com as quais estamos acostumados a conviver, parece-nos que Jesus está falando algo inacessível, ou inaceitável à nossa realidade.
Mansidão, à luz da perspectiva de Jesus, é a virtude através da qual aprendemos a entregar a Deus todos os nossos direitos, e confiarmos, que Ele nos conduzirá à vitória. Isto não implica em passividade diante da vida, mas, sim, a uma nova visão da vida, marcada pela não-violência, ao não-desrespeito às outras pessoas, não-agressividade e a não-satisfação em vencer às custas da derrota e do aniquilamento de outrem.
Convivemos com alguns pontos permanentes de irritação que, se não forem bem trabalhados em nós, produzirão violência, e destruição, diante das pessoas, e das circunstâncias, ao nosso redor.

2 Timóteo 4 15-17
Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.
Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado.
Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão.

Existe sempre alguém, perto de nós, a nos, irritar, nos “tirar do sério” e, muitas vezes, a nos obrigar a tomar atitudes que não fazem parte da nossa natureza. Saber viver bem é também saber lidar com estas pessoas, evitando-as, ao máximo e, sobretudo, evitando que elas nos dominem, com toda a sua negatividade. Do ponto de vista espiritual, a atitude mais correta em relação a essas pessoas, é perdoa-las;exercendo a paciência e a misericórdia.

1 Pedro 3 4
Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus.

Uma pessoa emocionalmente ajustada, amadurecida, é também aquela que aprende a conviver com o inesperado, com as circunstâncias diante das quais nós não temos qualquer tipo de controle. Por isso mesmo, é que presenciamos a violência no trânsito, no trabalho, na família. Mansidão é saber lidar com o inevitável e construir, com paciência e determinação, uma ponte entre o caos e a paz. A vida será sempre cheia de surpresas desagradáveis!

Efésios 4:2
Com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, 


“Os mansos herdarão a terra”; quer dizer, viverão mais e sofrerão menos; terão menos motivos para ansiedades e, por conseguinte, serão menos agressivos, ou, violentos.
Os mansos aprendem a ver a vida, coisas e pessoas com mais praticidade, sob uma ótica diferente. Por isso, até a sua maneira de falar passa a ser também, diferente; com brandura e mel, ao invés de violência e fel. E nossas palavras são sementes que estamos plantando dia após dia. Por isso, a Bíblia diz: “A palavra branda desvia o furor e áspera provoca a ira”.
Procure refletir sobre isto e, quem sabe, você estava dando uma nova chance a você mesmo, ao seu casamento, seus filhos e seus amigos, semeando uma vida melhor.

Gálatas 6:1
Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão; olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado.

Fonte: Pr. Estevam Fernandes de Oliveira

terça-feira, 17 de maio de 2011

Lixo

Mateus 11 29-30

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.




Para visualizar a legenda, certifique-se que o botão "cc" em baixo do vídeo está ativado.

sábado, 14 de maio de 2011

Eclesiastes 5. 10

Quem amar o dinheiro jamais dele se fartará; e quem amar a abundância nunca se fartará da renda; também isto é vaidade.

Ritmo

O que significa ter um relacionamento com Deus? O que lhe parece? Para muitos de nós é uma coisa difícil de entender. Se Deus é um espírito infinito, sem forma ou de outra, como podemos relacionar com isso? E sobre Jesus? Ele disse que veio para dar vida a todos em sua plenitude. Ele veio para nos mostrar como viver. Talvez seja por confiar em Jesus e viver o tipo de vida que ele nos ensinou a viver - uma vida de verdade, amor, justiça, compaixão, perdão e sacrifício - que temos um relacionamento com Deus. Talvez a maneira como vivemos cada dia, cada única escolha que fazemos, determina como em sintonia com Deus nós somos.

Tópicos: Relações, Harmonia, Vida Plena, da Compaixão, Verdade

Parte 01



Parte 02



NOOMA filmes são criados e produzidos por flanela, uma organização sem fins lucrativos. Somos um grupo de pessoas empenhadas em dar a todos um olhar fresco e atraente para os ensinamentos de Jesus.

"Não Tenha Medo"


Lucas 12 4-5


E digo-vos, amigos meus: Não temais os que matam o corpo e, depois, não têm mais que fazer.

Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei.

O profeta Eliseu, guiado por Deus, estava derrotando o exército sírio sozinho. Cada vez que eles se preparavam para atacar Israel, o profeta avisava o rei israelita, que conseguia emboscar o inimigo antes que atacasse. O rei da Síria suspeitava que houvesse um espião em seu próprio governo, mas era assegurado por seus homens que Eliseu era o responsável por suas derrotas. O rei declarou guerra a Eliseu. Durante a noite, seu exército cercou a cidade onde o profeta vivia.
O jovem que trabalhava com Eliseu levantou-se muito cedo na manhã seguinte e viu as tropas cercando a cidade. Ele ficou assustado e correu a Eliseu: "O que vamos fazer?" (2 Reis 6:15, BLH). Com seus olhos naturais, ele viu a insuperável força do inimigo e sua própria fraqueza.
Mas Eliseu viu a situação de modo diferente. De seu ponto de vista espiritual, o exército não representava uma ameaça. Ele confortou o jovem:"Não tenha medo, pois aqueles que estão conosco são mais numerosos do que os que estão com eles" (2 Reis 6:16, BLH).
Eliseu e seu servo não feriram ninguém naquele dia. Deus entregou o exército sírio nas suas mãos e ele deixou que fosse para casa em paz. Aqueles soldados e o povo de Israel aprenderam uma forte lição: Deus é maior do que qualquer inimigo que enfrentamos.
Precisamos lembrar a mesma lição quando nos levantamos para enfrentar problemas insuperáveis. Deus nos asse-gurou que o socorro está disponível. Preci-samos abrir nossos olhos e ver como ele nos tem ajudado. Considere como nossos aliados são mais numerosos e poderosos do que as forças do diabo. Quando enfrentamos tentações, perseguições e outros obstá-culos que ameaçam nosso bem-estar espiritual, podemos recorrer às muitas fontes de socorro que Deus tem provido. Os cristãos fiéis podem nos auxiliar (Efésios 4:11-16). O Espírito Santo intercede pelos filhos de Deus (Romanos 8:26-28). Jesus vive para nos auxiliar a superar o mal (Ro-manos 5:8-11). E nosso Pai celestial nos protege e socorre (Romanos 8:31-39). Ver-dadeiramente, aqueles que estão conosco são mais numerosos do que os inimigos!


http://www.estudosdabiblia.net

sábado, 26 de março de 2011

Eis me aqui

I SAMUEL 3

1 Entretanto, o menino Samuel servia ao Senhor perante Eli. E a palavra de Senhor era muito rara naqueles dias; as visões não eram freqüentes.
2 Sucedeu naquele tempo que, estando Eli deitado no seu lugar (ora, os seus olhos começavam já a escurecer, de modo que não podia ver),
3 e ainda não se havendo apagado a lâmpada de Deus, e estando Samuel também deitado no templo do Senhor, onde estava a arca de Deus,
4 o Senhor chamou: Samuel! Samuel! Ele respondeu: Eis-me aqui.
5 E correndo a Eli, disse-lhe: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Mas ele disse: Eu não te chamei; torna a deitar-te. E ele foi e se deitou.
6 Tornou o Senhor a chamar: Samuel! E Samuel se levantou, foi a Eli e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Mas ele disse: Eu não te chamei, filho meu; torna a deitar-te.
7 Ora, Samuel ainda não conhecia ao Senhor, e a palavra de Senhor ainda não lhe tinha sido revelada.
8 O Senhor, pois, tornou a chamar a Samuel pela terceira vez. E ele, levantando-se, foi a Eli e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Então entendeu Eli que o Senhor chamava o menino.
9 Pelo que Eli disse a Samuel: Vai deitar-te, e há de ser que, se te chamar, dirás: Fala, Senhor, porque o teu servo ouve. Foi, pois, Samuel e deitou-se no seu lugar.
10 Depois veio o Senhor, parou e chamou como das outras vezes: Samuel! Samuel! Ao que respondeu Samuel: Fala, porque o teu servo ouve.
11 Então disse o Senhor a Samuel: Eis que vou fazer uma coisa em Israel, a qual fará tinir ambos os ouvidos a todo o que a ouvir.
12 Naquele mesmo dia cumprirei contra Eli, de princípio a fim, tudo quanto tenho falado a respeito da sua casa.
13 Porque já lhe fiz: saber que hei de julgar a sua casa para sempre, por causa da iniqüidade de que ele bem sabia, pois os seus filhos blasfemavam a Deus, e ele não os repreendeu.
14 Portanto, jurei à casa de Eli que nunca jamais será expiada a sua iniqüidade, nem com sacrifícios, nem com ofertas.
15 Samuel ficou deitado até pela manhã, e então abriu as portas da casa do Senhor; Samuel, porém, temia relatar essa visão a Eli.
16 Mas chamou Eli a Samuel, e disse: Samuel, meu filho! Ao que este respondeu: Eis-me aqui.
17 Eli perguntou-lhe: Que te falou o Senhor? peço-te que não mo encubras; assim Deus te faça, e outro tanto, se me encobrires alguma coisa de tudo o que te falou.
18 Samuel, pois, relatou-lhe tudo, e nada lhe encobriu. Então disse Eli: Ele é o Senhor, faça o que bem parecer aos seus olhos.
19 Samuel crescia, e o Senhor era com ele e não deixou nenhuma de todas as suas palavras cair em terra.
20 E todo o Israel, desde Dã até Berseba, conheceu que Samuel estava confirmado como profeta do Senhor.
21 E voltou o Senhor a aparecer em Siló; porquanto o Senhor se manifestava a Samuel em Siló pela sua palavra. E chegava a palavra de Samuel a todo o Israel.

Eis me aqui

Essa era a situação da geração de Eli, uma geração que raramente experimentava a manifestação da Presença de Deus. Sem a manifestação da Presença de Deus nos tornamos meros religiosos, cumprindo obrigações religiosas.
A Presença de Deus é necessária! Como viveríamos sem o Senhor? Deus, no tabernáculo se manifestava em forma de uma nuvem durante o dia, e como coluna de fogo durante a noite... e era a Presença de Deus que garantia, pelo menos duas coisas ao povo: SEGURANÇA e DIREÇÃO. A nuvem gerava sombra durante o dia, dando descanso ao povo diante do sol escaldante do deserto, e durante a noite a coluna de fogo produzia calor no frio rigoroso das noites desérticas, além de espantar feras e serpentes que vivem à noite pelo deserto. Mais que isso, quando essa nuvem se movia, Israel se movia, a bússola do povo sempre foi a Presença de Deus! Sem a Presença de Deus estamos entregues aos perigos e pior que isso, estamos perdidos! Havia absoluta dependência da Presença de Deus! Sem a Presença de Deus eles realmente estariam mortos!
Israel, nos dias de Elí estava carente da manifestação da Presença de Deus... Não tinha segurança, e muito menos direção. Estavam completamente perdidos em sua religiosidade. Deus raramente falava, Deus raramente se revelava, e talvez por isso a coisa andava meio "relaxada". Os filhos de Elí envergonhavam o sacerdócio, que foi concebido no coração do Senhor, para ser santo. E Elí por sua vez fazia "vistas grossas" aos pecados dos filhos. Eles não estavam pecando somente contra si mesmos, eles pecavam contra o testemunho do Senhor! Chegaram a arriscar a arca da aliança, levando-a para um campo de batalha contra os filisteus, onde a mesma acabou saqueada, e alí os dois são assassinados e Elí morre, ao descobrir que a arca foi roubada, caindo de uma cadeira e quebrando o pescoço, que final triste para uma família sacerdotal... Quanta tragédia há onde Deus não se manifesta!
Tudo isso me faz perceber uma coisa: Essa geração não estava nem ligando para a manifestação da Presença de Deus! Tratavam a Presença de Deus como amuleto da sorte. Não temiam ao Senhor. Não honravam seu nome. Não honravam o ministério.
Oh!Como evitaríamos vergonhas ministeriais se anseássemos pela manifestação da Presença de Deus! Como estaríamos longe de escandalos e vergonhas como estas!
Infelizmente a Geração de Elí perdeu o gosto pela manifestação da Presença de Deus, e acabaram na vergonha.
Mas, a história não termina assim, graças a Deus! Existe a GERAÇÃO DE SAMUEL. Uma geração sacerdotal, que ama o ministério, ama ao Senhor, e vai trazer de volta a paixão pela manifestação da Presença de Deus!
No mesmo espírito que moveu o coração de Ana, mãe de Samuel, devemos nos mover! "Será do Senhor". Esse deve ser o clamor de nossa alma! Gerar em nossas vidas a GERAÇÃO SAMUEL. Ter em nosso coração o desejo de lançar sal na fonte!
Assim como Ana, podemos perceber de várias formas, o ministério entrando em crise em nossa geração, mas fazeremos voto diante de Deus, nos demoraremos em sua Presença para que nossa esterilidade espiritual seja curada, e assim poderemos gerar esses "Samuéis" do Senhor, meninos e meninas que AMAM A MANIFESTAÇÃO DA PRESENÇA DE DEUS, E QUE DE UMA VEZ POR TODAS ACABARÃO COM A VERGONHA DENTRO DA IGREJA!

Eis me aqui - Diante do Trono

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...